#018 – 18.01.2012# Em Sintonia com a Natureza

Voltamos aos dias de primavera… Hoje saí da toca no intervalo de almoço. Comparo-me a um Lucky Luke do século XXI, o Jolly Jumper é o carro e o Rantanplan, a câmara.
Só a ideia de me cruzar com os Irmãos Dalton assusta um pouco. Se tal acontecer, o tripé será a arma.
Ao contrário de outros dias, que busco pessoas para enquadrar, quero estar em sintonia com a Natureza.
Paro na margem do Lima, deixo-me seduzir pelo ambiente, esvaziar os pensamentos. Empurro o que não quero para o fundo da ultima gaveta do cérebro. A mente é um sótão infinito com sentido único, não deitamos nada fora, colocamos no esquecimento.
No processo de esquecer, lembro que a hora de almoço resume-se a 60 minutos. Há que fazer o caminho de volta.
As ideias embarcaram no rio da memória. Regresso com baterias recarregadas.

Deixe um comentário:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s