#038 – 07.02.2012# Vila Fantasma

Tinha uma vontade de ver gente. Queria fotografar uma praça movimentada.
O que me ocorreu! Ir a Caminha. Quem sabe o Terreiro teria gente nas esplanadas.
Não podia ter tido pior ideia. Encontrei uma vila fantasma.
Passantes, poucos e apressados. Fixados no destino que levavam, querendo fugir do frio.
Vagueei pelas ruas até chegar à Matriz. A porta estava aberta, como ainda não era hora da missa, fui espreitar.
Ecoava o terço, rezado por meia dúzia de mulheres, concentradas nos bancos da frente. Despertei atenções. Mais atrás uma outra não parava de olhar para mim.
Só encontrei uma saída. Manter-me junto à entrada. Não tinha tripé, mesmo que tivesse, duvido que o tivesse utilizado.
Recorri à solução do costume. Câmara no chão e depois se verá o resultado…

2 Comments Add yours

  1. Anonymous says:

    Diferente mas linda na mesma…!

Deixe um comentário:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s