#149 – 28.05.2012# Bem Antes do Por do Sol

Uma dor de estômago acordou-me ainda era noite escura, impedindo-me de dormir. Após muita luta com os lençóis, estava nos braços de Morfeu quando o despertador tocou…
Informaram-me que qualquer dor tem uma percentagem de influencia psicológica, se as ignorarmos, ou nos distrairmos, os sintomas aliviam.
Como a distração não funcionou, lembrei-me do Russel Crow n”Uma Mente Brilhante” a espantar as alucinações que o perseguiam. Numa imitação burlesca, fui dar uma caminhada pela mata de câmara na mão, ignorando cada sinal que o organismo me enviava. Parecia estar a resultar, quando os barulhos rastejantes da mata trouxeram outras lembranças, cobras… Voltei para casa bem antes do por do sol.

2 Comments Add yours

  1. Lo Lima says:

    Um pinhal lindo e cheio de cobras…. Eheheh…

    1. rossanaf says:

      Pois .. não consegui estar lá muito tempo… nem procurar angulos!
      Preferi fugir!

Deixe um comentário:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s