#156 – 04.06.2012# Aprender

Acordar à segunda e pensar que é quarta ajuda a levantar com animo.
Levantar a persiana, ver céu azul e o sol a raiar, engaveta qualquer resto de sono.
Os fantasmas chegaram à entrada do bunker, o termómetro marcava 29,2ºC às 8h30… augurava um dia quente.
Ao fim de 8 horas, sem luz natural, ar pesado e com fraca ventilação, com o barulho das maquinas e o calor concentrado não há cabeça que resista (às 16h30 estava com 30,5ºC).
O fim da tarde na praia ajudou a libertar, sem fazer milagres. A vontade para fotografar era nula. Cheguei a casa e sentei-me a ler. Já que não faço fotografias, ao menos vou aprender a teoria. Distraí a mente a brincar com o livro… fechei-o apenas tendo lido o título do capítulo.

4 Comments Add yours

  1. Lo Lima says:

    … e há dias assim… Também tem de haver algum dia em que se possa descansar… mas a cabeça essa nunca pára…

    1. rossanaf says:

      E hoje promete ser pior! Já transpiro por todos os poros…

  2. Não vou dizer mais! Hoje aprendi, fiquei surpresa, tudo é superado, a culpa é do sistema não é nossa! 😦

    1. rossanaf says:

      Fala tudo hoje …
      Eu é que não posso falar mais. Tal como cumpro com o Diário, também vou cumprir com o que disse hoje.
      As máquinas são excelente mas são igualmente estúpidas e falíveis. Por isso as relações humanas continuam a ser importantes.
      A culpa de nos andarmos a desgastar é 80% minha, assumo e estou em fase de correção.

Deixe um comentário:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s