#305 – 31.10.2012# Dia de Tempestade

Adiamos situações, deixamos para amanhã. Quando decidimos agir descobrimos que é tarde. Há um ano penso parar na estrada e fotografar uma pessoa.
Nunca o fiz, com receio de ser mal entendida. Hoje soube que jamais o farei, pelo menos não com aquela mulher. A notícia chocou-me. Nunca falamos, apenas me habituei a vê-la ali, na vida, enquanto eu seguia no meu caminho.
Sempre numa lufa-lufa, tentamos superar-nos a cada dia. Somos parados pela implacável força da Natureza. Perante a ameaça dum dia de tempestade, as ruas ficam desertas, reduzimo-nos à nossa insignificância.

4 Comments Add yours

  1. carlossereno says:

    A combinação da luz artificial dos candeeiros com os restos da luz do dia está muito bem conseguida.

    1. rossanaf says:

      Obrigada pela visita e comentário Carlos.
      As nuvens e o por do sol proporcionaram imagens interessantes, neste dia.

  2. Lo Lima says:

    Um fim de dia que mais parecia um fim do mundo…mas não foi! A foto ficou fantástica!

    1. rossanaf says:

      Mas a montanha pariu um rato!!
      Felizmente 🙂

Deixe um comentário:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s